Patrícia Selonk

Nascida em Londrina, no Paraná, em 1971, Patrícia Selonk é atriz desde 1987, quando participou da formação da Armazém Companhia de Teatro.
No teatro, entre seus personagens mais marcantes, estão o bufão Falstaff de A Ratoeira é o Gato (1993), Caliban de A Tempestade (1994), quando atuou ao lado do ator Paulo Autran, Estragon de Esperando Godot (1998), o Chapeleiro Maluco de Alice Através do Espelho (1999), Geni de Toda Nudez Será Castigada (2005), Katrin, a filha muda de Mãe Coragem e Seus Filhos (2007), a garçonete Cecília de Inveja dos Anjos (2008), Laura de A Marca da Água (2012) e a personagem título de Hamlet (2017).
Recebeu o Prêmio Mambembe de Melhor Atriz (1994), por sua atuação em A Ratoeira é o Gato, o Prêmio Shell (2008), por Inveja dos Anjos e o Prêmio Cenym (2017), por Hamlet. Também foi indicada ao Prêmio Molière de Melhor Atriz (1994), por sua atuação em A Ratoeira é o Gato, ao Prêmio Mambembe (1997), por Sob o Sol em Meu Leito após a Água, ao Prêmio Cultura Inglesa (1999), por Alice através do Espelho, ao Prêmio Qualidade Brasil (2004), por A Caminho de Casa, ao Prêmio Shell (2005), por Toda Nudez será Castigada, ao Prêmio APTR (2007), por Mãe Coragem e seus Filhos, ao Prêmio APTR (2008), por Inveja dos Anjos e ao Prêmio Shell (2012), por A Marca da Água.
No cinema, protagonizou o curta Um Sol Alaranjado (2002), de Eduardo Valente, pelo qual recebeu prêmio de Melhor Atriz, nos festivais de cinema de Gramado e Fortaleza e participou dos longa-metragens Verônica (2008), com direção de Maurício Farias e Ponto Zero (2015), com direção de José Pedro Goulart, pelo qual foi indicada ao Prêmio de Melhor Atriz no Festival de Cinema de Gramado (2015).
É formada em Licenciatura em Dança, pela Faculdade de Dança Angel Vianna, onde atualmente leciona a
disciplina Performance, no Curso Técnico de Bailarino Contemporâneo.

Fotos